Um Athos só seu

Você sabia que pode comprar um azulejo autêntico do Athos Bulcão, igualzinho os da foto, que ornamentam a igrejinha? Que pode ter uma gravura numerada e assinada por ele?

Eu não sabia. É o tipo de informação que Brasília esconde ao invés de mostrar – e que a gente só fica sabendo quando tem a sorte de ter um amigo bem informado. No meu caso, foi a fofa Ana Chalub que me contou.

Quer comprar um presente exclusivo? Sonha em ter um pedacinho de Athos na sua casa? A Fundação Athos Bulcão fica escondidinha, na sobreloja de um prédio da quadra dos computadores, a 207/208 Norte – mas é aberta para todo mundo que quiser ter uma peça assinada pelo mago dos azulejos.

Quem quiser, pode comprar também pela loja virtual, no site da Fundação Athos Bulcão.

Tem mais: este mês, Athos completaria 94 anos – e a Fundathos conclama todo mundo que curte o trabalho do artista a se manifestar pelo twitter, face, com vídeos, fotos, mensagens ou o que rolar. A hashtag da campanha é #vivathos.

Bora?
Fundação Athos Bulcão
CLN 208 Bloco D Entrada 49 Sala 111
3322 7801
http://fundathos.org.br/

10 respostas em “Um Athos só seu

  1. ótima dica, muita gente não conhece a loja da fundação. sempre encontro opções incríveis de presente lá (para os outros e para mim mesma!!)

    • Eu comprei um guarda-chuva! Lindo! Tá até dando vontade que a seca termine. Bom, não, exagerei. Brincadeira, hein, São Pedro, brincadeira.

  2. Tenho vários desses azulejos. Coloquei uma bolinha de silicone nos cantos e uso para colocar queijos na mesa. Fica lindo, lindo….
    E também as canecas são bárbaras. nas menores vc pode servir um caldinho….

  3. O Athos é eterno, um artista que dedicou a vida a BRasilia, único da época da criação que morou na cidade e doou toda a produção à sua população. Um artista como este tem de ser reverenciado. Além dos azulejos é possível comprar canecas, camisetas e impressões numeradas dos seus trabalhos pela cidade. Mas tudo tambem pode ser admirado nos blocos, prédios públicos, ao ar lilvre. Não entendo porque os grades milionários que gastam com ferraris, helicópteros, e controem bairros inteiros lucrando fábulas, são incapazes de doar um prédio, um local decente para guardar toda a produção da Fundação. Desculpa o tom desta mensagem, mas Athos tem de ser de todos que gostam deste quadrado chamado Brasília.

  4. Pingback: Bazar bacana ou histeria coletiva? | quadrado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s