Do jeitinho que eu gosto

Esta semana está inacreditável: do jeitinho que eu gosto. Cheia de eventos excelentes, de graça, em espaços públicos. Melhor impossível.

Viu a convocação geral que a Dani passou ontem para o Museu da República do sábado, não viu? Pois não precisa esperar o final de semana chegar para comemorar: hoje tem Lenine nas noites culturais do T-bone, um dos projetos musicais mais bacanas da cidade.

Além de ser público e de graça, tem o charme do inusitado – quem é que poderia esperar que um açougue que um belo dia decidiu disponibilizar livros para os clientes de repente se tornaria palco de um artista do gabarito do Lenine?

Eu topo T-bone até para ver Ivan Lins, imagina Lenine?!

Bora?
Hoje, a partir das 19h
Entrequadra 312/313 Norte
Entrada franca
Máximo Mansur abre a noite, que conta ainda com recital de poesia com a presença de Nicolas Behr.

Uma resposta em “Do jeitinho que eu gosto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s