Onde aproveitar a seca

Eu sei, está difícil para todo mundo – esse calor, essa ardência no nariz e nos olhos, essa sede eterna.

Mas vamos encarar os fatos: dentro de algumas semanas vai começar a chover. E toda essa galera que está aí reclamando da seca no facebook vai começar a… reclamar da chuva. E aí, sim, com razão, na minha humilde opinião.

Adeus, churrascos e piqueniques programados na certeza de um dia lindo. Adeus, piscina até de noite. Até o ano que vem, choppinho em plena segunda-feira com a desculpa de que a gente precisa se refrescar, afinal de contas a seca este ano está a pior de todos os tempos.

Já deu pra perceber: faço parte daqueles que tem terra vermelha ao invés de sangue correndo nas veias. Eu gosto da seca. E vou te ensinar a gostar também. É tudo uma questão de saber se refrescar.

1. Vá ao clube

Dizem que Brasília tem o maior número de piscinas por habitante do país. Não sei se este dado inútil é verdadeiro, mas muito provavelmente você que está me lendo tem uma piscininha à sua disposição. Então por que não agora? Temos, inclusive, um clube público – a Água Mineral, como é conhecido o parque aquático do Parque Nacional de Brasília, com duas piscinas de águas correntes, completamente renovadas a cada hora. Agora, conselho de amiga: vá cedinho e evite os finais de semana. As filas, principalmente em dias quentes como os que temos vivido, estão fora de qualquer adjetivação.

2. Vá às cachoeiras

Essa é a hora. Mais duas semanas e começa aquela história de que pode chover na cabeceira do rio, de que o tio-avô de alguém teve um primo que morreu numa tromba d’água, essas conversas que dão medo. Quero muito fazer um guia de acesso às melhores (e mais próximas) cachoeiras de Brasília pra vocês – mas enquanto este dia não chega, deixo uns links com o acesso ao Tororó e ao Poço Azul, duas das minhas preferidas aqui pertinho.

3. Beba suco

O que não faltam são opções de excelentes points da cidade para isso. Vou citar só dois, que depois também vão merecer posts só pra eles: Bendito Suco e Ômega 3, um bem pertinho do outro. Os dois ficam nos fundos do Parque Olhos d’Água, num convite a um passeio com direito a uma boa sombrinha. Claro que vale também água de coco, chopp ou o que a sua sede mandar.

4. Aproveite os aspersores

Ok, não me chama de doida. Eu não fiz isso – ainda – mas quero muito. Imagina você, com sua indumentária ar-condicionado, que se transforma em uma estufa assim que você coloca o pé na rua. De repente surge na sua frente o gramadão do Congresso ou algum desses balões da cidade – que estão sendo irrigados artificialmente. Aquela água toda ali, se oferecendo. No que você pensa imediatamente? Em correr pelo gramado e se sentir a própria musa do Jorge Ben Jor, claro! Gente, meu sonho. Se você tiver coragem, por favor, me escreve pra contar como foi.

É isso: chega de reclamar. Vamos aproveitar pra curtir o calor e se refrescar, porque já já acaba.

Bora?
Água Mineral
Rodovia EPIA BR 040, Estrada Parque Indústria e Abastecimento – Setor Militar Urbano
3233-4553
Diariamente, das 8h às 16h
R$ 6,50 (gratuito para menores de 12 anos e maiores de 60)

Cachoeiras
Tororó – DF 140, km 6
Poço Azul – Saída Norte, com direção a Brazlândia

Bendito Suco
CLN 413, bloco E, loja 19
3039-1600
Ter-dom, 16h30 à meia noite

Ômega 3
CLN 413, bloco D, loja 19
3273-1671
Seg-sex, 16h30 às 23h, sábados e domingos, 10h às 23h

Aspersores
O primeiro que cruzar o seu caminho

9 respostas em “Onde aproveitar a seca

  1. Muito bom. A gente reclama muito mesmo!
    Inclusive a região do Tororó já tem alguns restaurantes bem bacanas (com jardim e espaço pras crianças), pra uma esticadinha depois da cachoeria! É um passeio legal pro final de semana. Boa dica!

  2. Carol, seu post foi muito bem aproveitado e exercitado nesse domingo. A Cris Brum leu o blog antes do feirado e botou pilha pra irmos pra algum lugar legal que desse um refresco nesta seca. Sugeriu o Poço Azul – um da sua lista. Como eu já conheço, tentei pesquisar outro lugar. A Mônica Montenegro sugeriu a Chapada Imperial, e a partir daqui acho que precisamos trocar uma ideia pessoalmente pra você se animar, ir lá e depois fazer um post novo só sobre esse lugar super bacana! Que tal?

  3. Também sou desses que ” tem terra vermelha ao invés de sangue correndo nas veias”, Carol! Detesto esse período de chuva que se inicia! Adeus churrascos, piqueniques, cachoeiras, etc etc, e “bem-vindos” engarrafamentos, acidentes, pistas alagadas, roupas e sapatos molhados, reclusão…

  4. Pingback: Brasília me recebeu com flores | quadrado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s