Crepe francês no jardim da asa norte

crepe

Você já deve ter pelo menos ouvido falar do In The Garden, creperia francesa de frente para o Parque Olhos D’Água. Eu já tinha ouvido falar e demorei pra ir – se for o seu caso, este é só um lembrete: vai lá!

O galette – crepe tipicamente francês feito com trigo sarraceno bem fininho e crocante – é o prato principal da casa. Depois de pensar em pedir todas as opções de recheio ao mesmo tempo, experimentei o Champignac – queijo gruyère, shimeji, presunto de parma e um ovo praticamente cru, perfeito. Tem gente que acha que vai morrer se comer ovo cru. Eu já comi vários e ainda estou aqui…

Outro ótimo é esse da foto: espinafre, queijo de cabra e mel. Mais pontos positivos: o preço (vai de R$ 17 a R$ 23) e a massa sem glúten. Como a intolerância a essa proteína tem tomado conta do planeta (e da minha família), descobrir um lugar com comida gostosa e sem glúten é comemorado com festa.

Além do crepe, tem também saladas e omeletes. Mas a dúvida mesmo é: por que esse nome em inglês se o dono é francês, o crepe é francês, tudo é francês? É que o Clément Wetzel, o francês que se casou com uma brasileira, fez uma homenagem ao Bob Dylan e batizou o lugar com o nome de uma música. A trilha sonora, aliás, também faz a creperia ganhar ponto.

Bora?
In The Garden
413 Norte, bloco E
Terça a sexta, das 16h à meia-noite
Sábado e domingo, a partir das 11h
Tel. 3033-3093

17 respostas em “Crepe francês no jardim da asa norte

  1. ummmm…Deu vontade, mas Brasília agora só no ano que vem! Espero que dure, pois o comércio em brasília é praticamente itinerante, muda sempre! Seu blog é a minha mais nova ferramenta para matar as saudades da terrinha! 🙂

  2. A diferença do crepe francês pro que a gente se acostumou a chamar de crepe é que lá eles ligam mais pra massa que pro recheio. A In The Garden tem o desplante de zelar pelas duas coisas. Mmmmmmm…

  3. O crepe de lá é delicioso mesmo! E o pessoal muito gentil e atencioso. Dani, faltou dizer que eles têm várias opções de cervejas importadas, eu que nem sou tão fã de cerveja adorei uma marca tcheca recomendada pelo garçon, segundo ele, a primeira pilsen do mundo!

  4. Assim como a Giselle, também estou fora de Brasília e só tenho uma coisa a dizer: por que não descobri o blog antes de me mudar da cidade?? Por enquanto vou matando a saudade. Parabéns pelo blog, tenho me identificado bastante com as postagens.
    Acho incrível o sucesso do crepe em Brasília, mesmo aqui em SP não acho creperias tão elaboradas quanto as daí.

  5. Meninas, o quadrado é redondinho……
    Adoro as dicas e tenho conferido a maior parte delas.
    Vocês desnudam e descobrem a cidade com um olhar diferente e amoroso.
    Continuem!

  6. Fui lá ontem conferir as galettes. Realmente e massa é de outro mundo. Acho que nunca comi “crepe” tão bom. E em pleno domingo à noite estava tão cheio que ficamos esperando mesa. A trilha sonora é realmente ótima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s