Um evento massa – mas que poderia ser melhor

625620_439904519426532_1970553945_n

Hoje tem Baby do Brasil no Vivo Open Air, este excelente festival de festas e shows que chega à cidade disfarçado de um festival ruim de cinema.

Repara: ali, o que menos importa justamente são os filmes. Está todo mundo empolgado pela tela de última geração, pela oportunidade de ver cinema ao ar livre (lembro que isso é possível todos os finais de semana aqui em Brasília), pelos shows, pela infra – mas a programação, sinceramente, não empolgou ninguém. Sem falar que não tem nenhum filme nacional previsto – justo num momento em que o tema nos apaixona tanto.

Mas confesso que o que mais me incomoda é o fato do festival ser pago – e caro, considerando que se trata, em tese, de um festival de cinema.

Para quem está de olho nas festas e shows – e, principalmente, para quem tem carteirinha de estudante, não importando se falsa ou verdadeira – talvez nem seja tanto. Mas para quem, como eu, paga inteira, e gostaria de ir ao festival com marido e filhos, pagar um quarto de salário mínimo em uma sessão de cinema, sinceramente, não se justifica.

O que mais me incomoda é que o festival tem um patrocinador tão forte que inclusive nomeia o evento. Com a infra montada para fazer este megaevento super selecionado com gente diferenciada poderia-se fazer um verdadeiro festival massa de cinema ao ar livre, gratuito, com uma tela massa, um som massa e um convite aberto – para que todo mundo pudesse curtir um programa diferente fazendo seu piquenique.

Resta o consolo de que, para quem quer curtir festas e shows, o cardápio é farto – e o preço, concordo, nem está fora da média. A farra começa hoje, com todas as delícias novo-baianas da Baby do Brasil.

Bora?
Vivo Open Air
Até 19 de maio, no Pontão do Lago Sul. O horário depende do dia.
Ingressos a R$ 40 e R$ 20 (meia), pro primeiro lote. O segundo lote, atualmente à venda, tem inteira a R$ 60 e meia a R$ 30. Venda por aqui.
A programação completa dos filmes está aqui.
Hoje, 10/05 – Baby do Brasil
Amanhã, 11/05 – Bloco de Carnaval Samba de Santa Clara, cantando Jorge Ben Jor
17/05 – Casuarina e Tereza Cristina
18/05 – Móveis Coloniais de Acaju

13 respostas em “Um evento massa – mas que poderia ser melhor

  1. Olha, eu ainda nao fui la esse ano, mas, ao contrario de voce, a unica coisa que realmente m einteressa (e varios amigos meus tambem) sao os filmes. Outro dia teve o Pulp Fiction, que varios amigos foram ver. Acho que faz uma diferença grande (nao tem “open air” em salas de cinema de brasilia) ver o filme que voce ja viu num ambiente descontraido, sem nego enchendo o saco porque voce ta conversando ou comendo pipoca do lado (claro, com limites). Enfim, quando teve isso aqui em 2005 a primeira vez, eu curti muito – acho que fui num show do Nando Reis, na época.

    vou tentar ir nos proximos dias.

    Beijocas!

  2. Uau! Falou e disse, Carol! Vc está certíssima! Já estava me sentindo um ET em meio a tanta gente falando desse evento como se fosse O EVENTO DO ANO, enquanto eu não dei a mínima! Além de caro, muitos dos filmes em cartaz podem ser vistos de graça, no conforto de nossas casas e na cia da família, dos amigos e quem mais quisermos. Como open air, o Cine Drive-in é uma boa alternativa em Brasília. E os shows também nem estão lá essas coisas! A Nivea, com o show da Vanessa da Mata domingo passado, no Parque da Cidade, exemplifica bem a sua fala sobre a possibilidade de um grande patrocinador poder muito bem realizar um evento massa de um jeito muito melhor!

  3. Que bom ler o seu post. Achei que eu era a única pessoa do mundo a achar um absurdo pagar 40 reais (e mesmo 20) para assistir a filmes que posso assistir no conforto do meu lar na Sessão da Tarde. Os shows realmente parecem bons e valem cada centavo, mas o festival dos filmes é o fim da picada. E além do mais, carrega o nome do Ministério da Cultura e não se dignam a exibir um longa brasileiro sequer, com tantas boas produções no radar. (pelo menos colocaram os curtas, e isso é legal!). Por mais que seja bacana ir com os amigos ou as crianças bater papo, estar ao ar livre, encontrar gente… esse festival aí não é para os vivos não.

  4. Vai ter show da Baby de graça em Agosto no ccbb o projeto domingo todos os sons! Acessem a pag e confiram! Nem vou pagar p ir no vivo, não compensa….

  5. Achei o preço na medida, dado os padrões de Brasília. Mas ficaria ideal sendo 30 inteira e 15 meia. Não ia dar aquela farofada toda, e o preço não ficaria tão díspare da realidade.

  6. Pingback: É disso que a gente está falando | quadrado

  7. Pingback: Céu com cinema – Filmes ao ar livre em Brasília | Margarita con limón

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s