Célia, a Estrela, e os pratos mais lindos do mundo

celia

Ter uma porcelana da Célia na mesa de casa sempre foi um sonho de consumo. Não pela fama – eu sabia que os almoços e jantares mais grã-finos da cidade eram servidos nos pratos dela, de casamento a festa em embaixada. Mas não era por isso que eu queria, não. O motivo do meu desejo era menos a marca e mais o conteúdo: o trabalho dela é lindo de morrer, e ponto.

O aniversário da minha mãe foi a desculpa para a primeira visita ao ateliê, que fica no apartamento onde ela mora, na asa sul. Quem atende a porta é uma goiana-mineira, nascida no interior do interior do Goiás, quase divisa com Minas, e com a simpatia evidente nos olhos e no sorriso largo. Célia Estrela é assim: brilha mesmo.

Enquanto eu enlouqueço com os pratos, um mais insuportável do que o outro, a conversa vai e volta por mil assuntos. Vem um chá, uns biscoitinhos e pronto. Se deixar, você vai ficando e não vai embora nunca mais.

Acredite se quiser, Célia é formada em economia e, aos 20 e poucos, chegou a cuidar da execução orçamentária do Ministério da Agricultura. Ela bem que tentou não ser artista, mas claro que não deu certo.

Autodidata, começou a pintar aos 4, em isopor, e pintou o primeiro quadro aos 10. “As pessoas ligam aqui pedindo para eu dar aula, aí eu digo: posso indicar alguém, porque técnica eu não tenho”, diz ela.

Seus pratos são todos pintados à mão, em duas etapas: primeiro com tinta branca, o que deixa a porcelana com aspecto de cerâmica, e depois com a estampa em bordô, preto, azul ou dourado.  A cada etapa, a porcelana queima em forno especial, a 780 graus.

O prato maior varia entre R$ 90 e R$ 100 e o de sobremesa fica em torno de R$ 40, cada um. Os dourados são mais caros porque são feitos com ouro líquido. Não é barato, mas não é injusto – bastou ver a reação da minha mãe, quando recebeu o presente das filhas, pra saber que valeu cada real investido.

Para você que já está sofrendo com as fotos do site: ela vai te mostrar vários outros modelos no arquivo pessoal que tem em casa. Combinar um prato de cada estampa, com pratos de sobremesa (também diferentes entre si) em cima, fica ainda mais insuportável de lindo. Vá lá, sofra, e seja feliz.

Bora?
Célia Estrela
Marque horário com ela: aqui

10 respostas em “Célia, a Estrela, e os pratos mais lindos do mundo

  1. A Célia não tem sobrenome Estrela por acaso. Ela é realmente uma estrela como artista plástica e como pessoa. Todos os pratos do meu restaurante foram feitos por ela e agora estão em minha casa onde abrilhantam qualquer almoço ou jantar. Para presentear alguém especial, nada mais delicado e original. Sou fã!

  2. Célia, tenho o privilégio de ter uma tela sua de 1976. Éra o começo de uma trajetória brilhante.
    Parabéns minha sobrinha. Beijos. Maeli Estrela Borges.

  3. Fiquei apaixonada pelo trabalho da Célia! Não bastasse a enorme beleza dos desenhos, os pratos ainda trazem de brinde a energia maravilhosa que ela tem. Dá vontade só ter tudo!
    Depois de dar esse presente lindo pra nossa mãe, o próximo vai ser um presente lindo para mim mesma!!! 🙂

  4. Pingback: Arte e história em cima da mesa | quadrado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s