Meu artista preferido no meu espaço cultural preferido

foto (16)

A subjetividade da arte é uma coisa que me emociona: enquanto tem gente que ama quadros abstratos (um retângulo vermelho e só), tem outros que endoidam numa fotografia de natureza, gente que viaja na sensibilidade da aquarela, outros que só admiram pinturas bem realistas, acadêmicas. Eu adoro desenho. Adoro o traço sobre o papel. E, de todo mundo que faz isso aqui em Brasília, meu favorito disparado é o Virgílio Neto.

Comecei falando da subjetividade porque quando fui contar pra Dani, toda empolgada, que está rolando uma exposição dele na Funarte, ela me disse: sabe que eu nem curto muito? E foi instigados por esse comentário que meus olhos foram conferir a exposição, me perguntando porque eu adorei tudo o que eu vi do Virgílio até hoje.

A conclusão que eu cheguei é que o Virgílio desenha. Ponto. Ele consegue colocar no papel o que o desenho tem de melhor: um snapshot da realidade no calor das emoções, a visão de um expectador sagaz traduzida por mãos de artista. Fragmentos de frases, pedaços de quadros, partes de retratos de pessoas.

A exposição Ausente, Presente passa em revista viagens que o artista fez para lugares bem diferentes: do Brasil profundo a metrópoles canadenses. Nas obras que parecem saídas das moleskines que ele carregava no bolso, polaroides da realidade com um traço artístico te fazem pensar sobre seu lugar no mundo.

Este sábado acontece o lançamento do catálogo e um debate com o curador da mostra – algo que eu talvez nem mencionasse se o tema proposto não me parecesse tão interessante: arte, missão falida. Fiquei bem a fim de ouvir e discutir este tema, tendo como pano de fundo a viagem que o Virgílio nos deu de presente.

Um comentário à parte: como é legal a Funarte, né? Eu devia ir mais lá.

foto (17)

Bora?
Ausente, Presente
Exposição de Virgílio Neto, até 24 de novembro
“Arte, missão falida”, bate-papo com o curador Paulo Myiada
Sábado, 16 de novembro, às 17h
Galeria Fayga Ostrower, no Complexo Cultural Funarte Brasília
Eixo Monumental, Setor de Divulgação Cultural – Brasília – DF (Entre a Torre de TV e o Centro de Convenções)
Informações: 3322-2076 / 3322-2029

2 respostas em “Meu artista preferido no meu espaço cultural preferido

  1. Pingback: A gente tá na moda | quadrado

  2. Me encantei com por sua crítica como me encanto pela arte de Virgílio Neto! Como vc descreveu bem o traço dele! Parabéns, Carol Nogueira! Parabéns, Virgílio Neto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s