Parque, seja bem-vindo ao meu fim de semana

tardeapache

Há uns dois anos, quando os eventos abertos e diurnos começaram a se multiplicar na cidade, alguns espaços foram incluídos, pouco a pouco, na paisagem do nosso fim de semana: o Calçadão do Lago Norte, a Ermida, o Jardim Botânico, as árvores do Eixão… Um bonito movimento de ocupação das áreas verdes e públicas está em curso em Brasília e ouso dizer que ele cresceu junto com este blog. (Calma, não quero dizer que somos a causa; apenas fazemos parte dessa sincronia e desse desejo coletivo de viver a cidade).

Pois então. Dois anos de eventos abertos pipocando por aí e agora, só agora, redescobrimos o Parque da Cidade. Com seus 4,2 milhões de metros quadrados, ele é só o maior parque urbano do mundo. Nenhuma outra cidade tem uma área verde de lazer tão ampla como a nossa. Incrível como ela foi tão pouco usada e lembrada nesse movimento de ocupação pública – bom, até agora.

Há pelo menos um mês, o Parque da Cidade ressurgiu com tudo nos nossos fins de semana. A administração do parque sinalizou que eles eram bem-vindos, e os eventos começaram a migrar em revoada para lá. Em julho, veio o Food Park, que poderá se tornar um evento fixo mensal. Em agosto, a Mimosa vai estrear no Castelinho, espaço que fez parte da minha infância e hoje está meio esquecido. E a negociação já começou com outras turmas: Aparelhinho, Picnik e Quitutes podem vir por aí.

Isso tudo é para dizer que neste fim de semana tem mais: domingo, das 14h às 23h, a festinha SalvAgosto vai “dar as boas vindas ao mês mais injustamente difamado do ano”. Dez DJs vão animar nosso dia (ou nossa noite, a depender da preferência), na frente do estacionamento 10.

Só esperamos que, diferentemente do que aconteceu no Food Park, o pessoal faça a gentileza de deixar o carro no estacionamento, e não em cima da grama, do lado da canga de quem está lá para curtir o verde, o sol, a música. O Parque é um dos poucos lugares que oferece amplos e fartos estacionamentos pertinhos da área verde – não tem desculpa, né.

Bora?
SalvAgosto
Domingo, dia 3, das 14h às 23h
Estacionamento 10 do Parque
Evento no face: aqui
Foto: Fellipe Photografy

10 respostas em “Parque, seja bem-vindo ao meu fim de semana

  1. Pois é… Se tem algo que a gente ainda precisa aprender é como frear essa migração surreal de carros das garagens para as calçadas, ciclovias e gramados quando há ocupação da cidade. A cidade precisa ser ocupada por pessoas, mas não por carros!

  2. Outro dia fizemos um picnic no Castelinho e alugamos uma cama elástica. As crianças adoraram! Pena que o Castelinho esta abandonado e sujo, senão nem precisaria alugar o pula-pula.

  3. Maior parque urbano do mundo!!!! ??
    Não é muita pretensão falar uma bobagem dessa?! Até onde sei, o Phoenix em Dublin é maior, parque totalmente situado dentro dos limites do perímetro urbano.

  4. Pingback: Um sábado pra praticar o controle do fomo | quadrado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s