Chapada Imperial e outros roteiros para o fim de semana

image(4)

Além de ter ido parar numa caverna por causa do Passaporte Verde, também descobri que, apesar do meu esforço em aproveitar a cidade, ainda tem muita coisa que não conheço e que está bem aqui, na minha frente. Sugiro que você dê uma olhada nos roteiros que a campanha montou para os turistas que visitam Brasília. Acho que pode te render um programa diferente para o fim de semana, como rendeu para mim.

Faz tempo que eu conhecia a Chapada Imperial só de nome, até que o Passaporte Verde me lembrou dela e garantiu o sol e a água do meu sábado. A 50 km do centro de Brasília, o lugar é uma reserva ecológica particular com 4.800 hectares, três trilhas e algumas cachoeiras pelo caminho. Paga-se R$ 80 de entrada – não é barato, mas o passeio inclui um almoço simples, gostoso e farto.

Alguns poréns: só é possível fazer a trilha com guia e normalmente ela é feita em grupo; dependendo do dia, o lugar pode lotar. Tive sorte quando fui. Era Copa do Mundo e as pessoas estavam em casa curando a ressaca de um jogo do Brasil enquanto eu estava lá, na maior tranquilidade.

A falta de liberdade de ir e vir da cachoeira na hora que der na telha incomoda um pouco, mas não a ponto de inviabilizar o passeio. A entrada já valeu pelo banho no rio que fica logo na entrada, lugar que eles chamam de piscina natural. Nesses meses de seca, poder fugir assim, sem precisar fazer uma longa viagem, é uma sorte.

As três trilhas são divididas por grau de dificuldade, que vai de leve a moderado. Como cheguei tarde, não dava mais tempo de pegar a trilha média ou longa, então fiz a menor, mais indicada para crianças. Numa caminhada rápida, você passa por poços e pequenas cachoeiras, além de um mirante com uma vista bonita do cerrado. Para as crianças (e alguns adultos), também tem tirolesa e arvorismo.

Na hora do almoço, dei de cara com um viveiro de araras, que me deu logo um frio na espinha. “Vocês prendem araras aqui?”, perguntei à funcionária, com cara de inquisidora. “Não, isso faz parte de um projeto do Ibama, de soltura de animais silvestres”. Morrendo de vergonha, perguntei mais sobre o projeto e descobri que a Chapada é porta de entrada de vários animais apreendidos em operações do Ibama e da Polícia Federal.

Uma das coisas mais lindas que vi lá foi o “Muro da Liberdade”, onde são colocadas todas as gaiolas de pássaros que foram devolvidos à natureza. Coisa bonita de se ver é uma gaiola vazia. Mais bonito ainda foi ver uma arara já solta e feliz fazendo graça no carro, na hora de ir embora. Ela queria dar uma volta com a gente, e eu quase deixei.

image(7)     image(6)     image(5)

image(3)     gaiola

Bora?
Chapada Imperial
Clique para informações sobre trilhas e horários.
Localização: aqui
Para inspirar o seu fim de semana: roteiros Passaporte Verde

[Este post é patrocinado e faz parte da campanha Passaporte Verde]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s