Spicy, pero no mucho

ashram1

Texto – Lara Haje, especialmente e lindamente para o Quadrado ❤

Quando provei o primeiro prato na Índia achei que não fosse conseguir dar a segunda garfada. Não bastava um copo de água inteiro para todo o ardido passar. Os pratos picantes que já havia provado em restaurantes indianos em outros lugares do mundo não me prepararam para aquela primeira experiência em Nova Dheli. Foi lá que descobri que os restaurantes indianos na parte ocidental do planeta adaptam a comida para os nossos paladares.

É o que também faz o novo restaurante indiano de Brasília, Ashram. Legítima comida indiana mas menos picante. Spicy, pero no mucho. E eu, como legítima ocidental, gosto mais assim – pelo menos para o dia-a-dia.

Fui ao Ashram na hora do almoço, quando as opções são pratos aromáticos com base de arroz e os chamados thalis – ou prato feito. Por recomendação do garçom, pedimos o arroz que mais sai: com tomate, amendoins e especiarias, que vem acompanhado de uma saladinha, pão indiano torrado e um molhinho delicioso. Também comemos um thali, que naquele dia era composto por arroz integral, refogado de grão de bico, ensopado de legumes, espetinho de queijo grelhado e a mesma salada e  torradas acompanhando. Os pratos que compõem o thali variam a cada dia, segundo o garçom. Todas as opções são vegetarianas.

Achei tudo bem feito e muito gostoso, com preço justo (uma refeição para dois saiu por R$ 60), além de ter sido servida rapidamente por garçons atenciosos. Não parava de chegar gente para o almoço de sexta-feira, incluindo muitos estrangeiros, e a equipe em poucos minutos montava novas mesas para atender a todos.

Na Índia, o tratamento costuma ser assim: simpático e generoso. E a equipe multicultural do restaurante, que conta com brasileiros, indianos, paquistaneses e um cozinheiro de Bangladesh, de fato faz de tudo para que o cliente se sinta em um ashram indiano – para quem não sabe, a palavra significa local de retiro.

Outros amigos que foram lá depois me relataram um cenário um pouco mais caótico, de esperas mais longas e comida chegando fria na mesa. Espero que seja a adaptação para uma procura, quem sabe, maior do que a esperada para uma casa que abriu há apenas cerca de dois meses. Brasília estava carente de um restaurante indiano – isso está bem claro.

No dia do almoço, fiquei já de olho no cardápio do jantar, que traz opões de curry ou garam masalas, no vocabulário indiano. Já sei até qual será meu pedido: curry de vegetais com cogumelos. Também quero matar as saudades dos pasteizinhos chamados samosa, recheados de batatas, ervilhas e especiarias.

Na minha viagem à Índia, na medida em que os dias se passavam, meu paladar se acostumava e eu acabei curtindo, em muitos momentos, o excesso de condimentos. É uma experiência sensorial: aquilo te toma por inteiro e, de repente, te enche de energia. Talvez, da próxima vez que for ao Ashram, peça extra-picante, para uma experiência ainda mais legítima.

Bora?
Ashram – restaurante indiano
103 Norte, bloco A
Aberto todos os dias, das 11h às 13h e das 18h às 22h
Tel: 3541-5670
Página no face: aqui

3 respostas em “Spicy, pero no mucho

  1. nessa pegada ai “vegetariana”, conheci um rest que acho que vcs iriam curtir (se já não o conhecem). Fica na 203 norte e chama supren verda cozinha vegana! Uma delícia! vc pode combinar várias opções.. por ex, uma torre de beringela bem fininha com molho de tomate natural, 4,50; gratinado de cogumelos 14,50, guacamole com chips de banana da terra 4,5.. e assim monta-se o prato.. Ah, e eles servem um copo de água (como se na europa estivéssemos) Fica a dica!

  2. Visitei o restaurante há duas semanas e no final do jantar não tive a mesma conclusão. Por mais que o restaurante seja novo, o atendimento foi lento, toda hora devíamos chamar algum atendente, a comida chegou fria e as porções deixaram a desejar pelo valor cobrado. Ainda, reservamos uma mesa e quando chegamos ao local não tinha mesa para comportar todas as pessoas, ou seja, esquecerem de reservar a mesa. Conclusão: gostaríamos de pedir outras comidas, mas como ficamos esperando tanto tempo para sermos atendidos resolvemos pedir a conta e continuar a nossa noite em outro restaurante. Triste, mas conversamos com uma das atendentes sobre o que ocasionou e ela ficou discutindo com a outra colega.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s