4 dias em Brasília: o que fazer?

brasilia2

Suas primas vêm de longe, não conhecem Brasília, não te veem há muito tempo: o que você faria com elas em 4 dias?

Eu levaria pra tomar café da manhã no Daniel Briand, ou no Dylan, ou na La Panière, e depois faria aquele passeio básico na Esplanada: Catedral, ministérios, Congresso, Praça dos Três Poderes. Se tivesse tempo e visita marcada, entraria no Itamaraty, o ministério mais lindo de todos, cheio de obras de arte e com o painel do Athos que eu amo. Daria uma passada no Palácio do Alvorada, gritaria alguns conselhos pra Dilma e jogaria uma moedinha naquele espelho d’água cheio de desejos.

A parada de almoço poderia ser no Bistrô Escondido, no Beira (e o filé à parmegiana clássico) ou New Koto (the best sushi of my life). No fim de semana, daria pra levar no Doca e comer devagar olhando pro lago. À noite, pra impressionar, iria de Grand Cru, se o clima pedisse vinho, ou de Taypá, se pisco caísse melhor. E se quisessem mais música e movimento, pegaria o rumo do Loca Como Tu Madre, nunca tem erro.

No meio do caminho, passaria em algumas das minhas lojinhas preferidas, pra elas conhecerem o que se faz por aqui. O Cobogó Mercado de Objetos seria parada obrigatória, com direito a café com bolo embaixo da árvore bonita. Depois, a Bsb Memo e a Fundação Athos Bulcão, onde elas comprariam alguma lembrança fofa da viagem, e algumas galerias bacanas (Elefante Cultural, Galeria Ponto, Referência) – afinal, são elas que salvam a arte de Brasília neste momento de sucateamento total dos museus e de outros espaços públicos.

Se a tarde fosse quente e a cerveja piscasse pra gente, daria pra levar no Kyosky da Rosa, no Cruzeiro Novo, ou no Pinella, na Asa Norte, dando uma passadinha depois no café da Torre de TV, pra ver tudo lá de cima. Mas o fim de semana tá cheio de evento, teria que dar tempo também de:

– Mimosa no Jardim Botânico, no sábado, o dia inteiro: a minha festinha diurna preferida num lugar lindo; dá pra tomar o café da manhã lá e ficar pra sempre (não perde)
– Liga-Pontos, no domingo: a feirinha com artistas da cidade no Objeto Encontrado (clique aqui)
– Domingo em San Telmo: você almoça uma comida delícia no Ancho e já passa a tarde lá, vendo o movimento (vai fundo)
– Cinema a céu aberto no CCBB, com uma programação muito legal até o dia 16 de agosto (leva a canga)

Eu poderia fazer essa maratona. Ou… esquecer tudo e ficar em casa curtindo elas, o mais novo bebê da família, e mais nada. Seria lindo também.

Você levaria suas primas onde? Ajuda aí.

26 respostas em “4 dias em Brasília: o que fazer?

  1. Dependendo do estilo das primas, se mais desbravador ou recatado, acho que valeria levar para conhecer a região além-Plano Piloto, até para mostrar o contraste existente no DF. Há quem diga que passear pelo centro de Taguatinga, por exemplo, é como sentir-se em São Paulo! E se curtirem um turismo rural/ecológico, a Chapada Imperial é bem ali e sempre uma boa pedida!

  2. Salto do Tororó, por do sol na Ermida, stand up paddle no lago, PF de comida nordestina do Sr. Barbosa na Feira do Produtor do Jardim Botânico, Feira do Guará, Feirinha da Torre, Templo Budista, Igrejinha da 308, Prainha dos Orixás, procuraria algum programa no Clube do Choro…. Café da manhã no Bom Demais do Jardim Botânico tb vale a pena, se chegar cedo…. enfim, acho q extrapolaram os 4 dias, né?

  3. Eu levaria pra ver o pôr-do-sol tomando uma cerveja na Churrascaria Paranoá, ali na barragem, “a preferida de JK” (segundo a faixa que fica na entrada). Tá, a vista não é tão espetacular quanto na Ermida – mas se você pegar os primeiros minutos do crepúsculo do outro lado da pista, dá pra ver várias lanchas passeando e seu pôr-do-sol vai ter uma moldura menos comum. Depois, basta atravessar a pista de volta e se jogar numa cervejinha com uma porção de carne-de-sol.

  4. Parabéns pelo lindo post com cara de declaração de amor a Brasília. A Ermida Dom Bosco é imperdível, e vale até mesmo um pulo na represa porque não deixa de ser emocionante passar por cima do paredão de concreto que permite e existência do Lago Paranoá. Outras sugestões: algumas das lindas vivências do Experimente Brasília para se entender melhor nossa cidade sui generis, uma chegadinha na Praça dos Cristais e entorno monumental do SMU, e um cafezinho no Ernesto Café da 215 sul 😉

  5. Olha, já passei por essa experiência de receber visita por alguns dias aqui e posso dizer que faltou tempo pra fazer tudo o que tínhamos planejado! É nessa hora que você percebe que esse papo de “Brasília não tem nada pra fazer” realmente não tá COM NADA!! Hehehehe

    Já que você pediu sugestões, acho que um passeio de barco pelo Paranoá é bem bacana (fiz uma vez com a parentada pela empresa Mar de Brasília e gostei!). Além disso, dá pra caminhar pelo Pontão depois do passeio….sempre levo o pessoal de fora lá e todo mundo curte aquele clima de quase praia no fim da tarde 🙂

    Outra dica: aproveite esse sol de rachar da seca candanga e leve as primas pra ver o lindíssimo e azulíssimo Santuário Dom Bosco! Essa é outra atração que costuma ser sucesso garantido com as visitas!

    Mais uma: se o circuito Esplanada – Catedral – Congresso – Itamaraty ainda não for suficiente para satisfazer uma eventual vontade de passeios cívicos (afinal, estamos na capital do país), aproveite que o próximo domingo vai ser o primeiro do mês e vá ver a troca da bandeira na Praça dos Três Poderes! 😉

    Bom passeio pra vocês!

  6. Assim, morei 35 anos da minha vida aí e tem 2 anos que estou fora. Tem lugares que vc comentou que nunca ouvi falar, mas pelo que percebi são ótimos lugares e lugares bem “phinos”. Primeiramente gostaria de falar que achei ótimo o seu blog, porém sou do tipo que gosto de fazer ou ir em lugares que o povo da própria cidade faz ou vai. Os pontos turísticos não podem ficar de fora, claro! Porém bares tradicionais da cidade não podem faltar como o Libanus na 206 sul ou Beirute na 107 norte. Lugares mais simples de comer que só Brasília tem, Pizza Dom Bosco ou o Cachorro-quente do Land, 405 sul. Mesmo não gostando muito do público que frequenta o Pontão é sempre bem bonito. Enfim… parabéns pelo Blog!

  7. Eu levaria no final do dia p/ comer na ILHA na Vila Planalto, em frente a igrejinha da Vila.
    E poderia a ter fazer outros programas na Vila Planalto. Uma delícia essa Vila! Um outro espaço deleicioso p/ tomar café da manhã no sábado é no Los Baristas na 404 norte! E ñ ficaria sem ir na água mineral!

  8. Jardim botânico com café da manhã no bom demais, um sambinha com feijoada no armazém do ferreira, parque da cidade com almoço no gibão, passeio pela feirinha da torre, café na torre com vista panoramica, andar nas bicicletas do itaú, ver a dança das águas, visitar a catedral,o santuário dom bosco, praça dos 3 poderes, palacio da alvorada, 3ª ponte, passear pelo pontão, aproveitar e fazer um passeio de barco, na volta sentar no delfinna ou mormaii pra tomar um chopp. Ir a missa na igrejinha da 308, dar uma voltainha na quadra modelo de bsb, tomar um café no mogiana ou ernesto, almoçar no bar do alemão, ir ao clube, assistir o por do sol na ermida, ir ao liv lounge, fazer um stand up paddle, assistir um filme no cine drive in, passear pelo deck da asa norte, tomar uma cerva gelada no libanus, comer embaixo da arvore na vila planalto, ir aos pubs O’rilley, uk brasil, tomar uns drinks no balcony…Enfim, programa pra férias de 10 dias…heheh
    Abraços, adoro o blog.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s