O cabelo do novo homem

FullSizeRender (18)

Eu passei cinco anos fora do Brasil e quando voltei, de repente, os homens conversavam de dieta, de legumes orgânicos, de comprar sapato e de corte de cabelo.

Mudança boboca, costumes banais: nada que acene pra recrudescimento do machismo, pra uma maior igualdade de gênero, nada disso. Aliás, talvez aponte tão somente pra um maior consumismo – hipsterização e metrossexualização mais generalizadas. Mas mesmo assim eu gosto de achar isso legal. Pelo menos as fronteiras entre “coisa de menino” e “coisa de menina” estão um pouco mais bagunçadas, confusas, esmaecidas. É como eu gosto de ver, otimista que sou.

Exemplo clássico deste novo homem é que agora eles vão ao salão. E não só às barbearias tradicionais, que estão cada vez mais caprichadas. Estou falando de salão mesmo – salão todo trabalhado na decoração fofa, no atendimento exclusivo, nos cortes da moda, na barba feita à moda antiga, com toalha quente e tudo mais. Tem até a inovação de uma cerveja grátis no corte de cabelo – salões femininos, favor copiar.

Essa lindeza aí da foto é a Fio Maravilha, eleita pelos meus filhos como lugar obrigatório para cortar o cabelo (igual o do Neymar, ou do cara do Maroon 5, ou outra celebridade à sua escolha, pode pedir que eles conhecem!).

Melhor que você exerça seu novo-homismo fazendo feira, comendo orgânicos, metendo a mão na massa no trabalho de casa, lendo revista que fale do que uma mulher realmente é. Mas se quiser exercer cortando cabelo e ficando hipster e lindo, agora já sabe onde.

IMG_2075 IMG_2079 IMG_2078 (1)

Bora?
Fio Maravilha
CLN 202 bloco B loja 75
3202-5006
https://instagram.com/fiomaravilhabarbearia/

9 respostas em “O cabelo do novo homem

  1. Eu acho que ainda vivo meio fora desse meio. Ainda vou no Onofre e na semana passada ate desisti de um corte mais demorado e pedi pro cara passar a maquina 4, mesmo não sendo exatamente o corte que eu queria, justamente pra não ter de ficar mais de 15 minutos no salão, rsrs…

  2. Eu sou metrossexual assumido. Salão de beleza, podóloga, barba fora de casa, personal trainer, nutricionista. Eu não aderi à depilação nem às tattoos. Quando sobra uma grana tem uma educadora física que chamo pra fazer massagem. Eu me cuido bastante e não me arrependo, pelo contrário, me dá prazer olhar para o espelho e ver que estou bem. Claro, sem esquecer de exercitar o cérebro, o mais importante! Valeu, pessoal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s