O que é trabalho?

IMG_2443

É assim: o mundo está mudando tão rápido, e tudo me parece tão aberto nesse momento, que o que deveria ser um post simples sobre um espaço de co-working ganha título típico da coleção Primeiros Passos, que na minha época marcava os semestres iniciais de qualquer curso de humanidades.

Fui conversar com a Heloisa Rocha, sócia do Co-Piloto, e saí com várias perguntas na cabeça: trabalho é o que te paga as contas? É o que te realiza? É o que te ocupa várias horas por dia? É o seu serviço público ou são seus projetos paralelos? Dinheiro é fundamental?

Entre a turma que aluga espaços de trabalho nessa sobreloja em cima da Endossa você encontra de tudo: agências de publicidade, de redes sociais, ilustradores, artistas, produtores. Gente que aluga uma mesinha, uma sala, sala de reuniões; por mês, por dia, por algumas horas. Gente que está se pagando bem, gente que está se virando apenas, gente que nem ganha dinheiro – mas que troca trabalho e competências com outras gentes que também estão por ali.

Essa foi a parte que mais me impactou: quando recebe interessados em ocupar parte do escritório coletivo, a Helo entende os projetos, escuta, busca canais pra que negócios aconteçam ali dentro mesmo. Para que um alavanque o projeto do outro, para que todos tenham ideias em conjunto, se inspirem, se ajudem, cresçam juntos.

A gente vive tempos esquisitos, arriscados – além de raro, o trabalho está precário, há insegurança, há riscos e há crise. E há, pra piorar, gente tentando nos convencer que combater tudo isso é uma questão apenas de vontade de trabalhar. Não, não é.

Mas a prova de que a gente sabe fazer a nossa parte, e de que apesar dos pesares estamos investidos nisso, está nessa turma aí, que divide mesas, cadeiras, salas – que compartilha espaço de trabalho, vida, projetos e sonhos.

Bora?
Co-piloto
Espaços de trabalho para aluguel
SCLS 306 Bloco A loja 33 Sobreloja
3256-9003

2 respostas em “O que é trabalho?

  1. Pois é… Só é trabalho aquilo que tem um resultado mensurável (dinheiro) no final. A escola já impõe esta lógica: todo o aprendizado (?) é medido por uma “nota”, as crianças convivem com colegas que nem sempre têm afinidades, num espaço de confinamento que reprime a criatividade. As semelhanças com o “mercado de trabalho” não são meras coincidências. Daí vem a longa questão das profissões desabilitantes que criam necessidades que não tínhamos antes. Hoje tem “profissional” pra te ajudar a comer, a vestir, a parir,a pensar,… Os saberes tradicionais infelizmente perderam valor.

  2. Sou suspeita pra falar do Co-Piloto, porque sou amiga da Helô. Mas queria dizer que me inspiro diariamente nesse lugar, nesse ambiente, nessa pessoa, nesse modo de pensar e viver. Acredito num mundo onde cooperar seja muito mais importante do que competir e ganhar. Muito bom o Quadrado ter enxergado a novidade que há no coworking, o mundo novo que estamos não apenas vendo mas também vivendo, construindo. Que surjam muitos espaços de coworking, que a gente coloque em prática muitas ideias de cooperação para que haja mais oportunidades de crescimento e de felicidade pra mais gente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s