O melhor de dois mundos

1970529_673790909351382_616948592_n

Você já imaginou, um dia, ter ao alcance das mãos, na hora que desejar, um livro sobre tradições de outro lado do mundo, lindamente ilustradas, que te façam mergulhar numa realidade distante, mágica e inspiradora?

Eu sou uma fã declarada destes nossos tempos, de tecnologia ao alcance dos dedos. E quando vejo um trabalho como o que a Luda Lima fez com o ebook Arjuna, o guerreiro notável, fico ainda mais encantada.

Já pensou colocar a delicadeza da aquarela, com suas cores suaves e sua textura quase palpável, dentro da tela de uma tablet? Pois a Luda fez isso. E, transformando seus desenhos leves e sonhadores em ilustrações animadas, contou a história épica hindu que vai te teletransportar diretamente pra Índia, com suas cores, seus mantras, sua cultura.

O lançamento deste trabalho lindo desta que é uma das artistas mais incríveis da cidade acontece daqui a pouco, no Objeto Encontrado.

Bora?
Lançamento do ebook Arjuna, o guerreiro notável
Hoje, 25 de março, às 18h, no Objeto Encontrado
CLN 102, Bloco B (nos fundos da Drogasil)
Vai ter mostra dos originais das ilustrações e venda de cartazes com os desenhos do livro.

Uma segunda chance para Brasília

foto-26

Eu não consigo saber se gosto mais dos desenhos da Luda – ou se de ter descoberto que é daqui mesmo de Brasília que saem essas suas lindezas.

Surpresa e identificação – em doses iguais. Da primeira vez que bati o olho nos desenhos  de traços tão próprios, me senti diante de algo ao mesmo tempo diferente e familiar. Seus personagens de braços e pernas que tentam abraçar o mundo eram novos pra mim – mas falavam tanto de um universo tão meu que a Luda me parecia uma velha conhecida.

Daí descobri que ela era daqui. E mais: que estava de volta a Brasília – depois de estudar ilustração em Nova York e cavar seu espaço na workaholic Sampa.

“Aqui em Brasília, pra onde você olha tem verde. É um privilégio. Brasília é uma cidade que convida a um ritmo mais bacana, mais saudável, a uma alimentação mais pensada, equilíbrio. A estar de bem consigo mesmo”, define.

Uma verdadeira fábrica de projetos, Luda conta dos trabalhos mais bacanas que fez em São Paulo, do livro que publicou, das experiências de desenhar pra imprensa. Fala do projeto querido que realizou já de volta a Brasília, dos desenhos que tem feito sob encomenda e até para aplicativos para smartphones. E como se fosse simples, numa cidade em que o clichê tantas vezes reza que sucesso é sinônimo de grana e estabilidade, ela constrói uma carreira totalmente século XXI: portátil, remota, autônoma, cheia de paixão pelo trabalho.

“As pessoas estão cada vez mais produzindo suas histórias aqui mesmo, sem precisar sair. Não sou a única a dar uma segunda chance para Brasília”, garante.

A Luda não sabe por quanto tempo ainda ancora por aqui, mas a gente torce pra que seja por muito. Quem venham expos, mais lindos trabalhos – e que ela deixe o exemplo: uma vida com trabalho apaixonado é possível. Aqui como em qualquer lugar.

Bora?
Pra conhecer o blog da Luda e todas as lindezas que existem por lá, o caminho é por aqui.